Sahifa fully responsive WordPress News, Magazine, Newspaper, and blog ThemeForest one of the most versatile website themes in the world.

Juizados especiais poderão realizar conciliações não presenciais

herculanopassos

Projeto, relatado pelo deputado federal Herculano Passos, foi aprovado por unanimidade na CCJ e, agora, será analisado pelo Senado.

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou nesta quarta-feira, 04, o Projeto de Lei 1679/19, que permite a conciliação não presencial nos juizados especiais. A proposta recebeu parecer favorável do deputado Herculano Passos (MDB-SP).

O texto altera a Lei 9.099/95, que regulamenta os juizados especiais, órgãos com competência para conciliação, processo e julgamento das causas de menor complexidade. Hoje a lei não prevê a conciliação não presencial.

O deputado apresentou um substitutivo, que mantém as linhas gerais do projeto, com mudanças pontuais. Segundo a versão aprovada, a conciliação será conduzida pelo juiz da causa usando recursos tecnológicos de transmissão de sons e imagens em tempo real, como videoconferência. “As audiências não presenciais irão tornar os trâmites mais rápidos. A tecnologia já é largamente utilizada para acelerar as decisões judiciais e, como, nos juizados especiais, os processos são mais simples, nada mais justo permitir que ela seja usada”, argumentou Passos.

Conforme o texto aprovado pelos membros da Comissão, o juiz proferirá sentença caso o acionado pelo autor da ação se recuse a participar da tentativa de conciliação não presencial. Hoje, o juiz já pode proferir a sentença se o demandado não comparecer à audiência.

O texto tramitou em caráter conclusivo e, agora, segue para a análise do Senado, a não ser que haja recurso para votação pelo Plenário.

Fonte Herculano Passos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *